IMPRESSÕES DE UM DEPUTADO DO SC IPB 2022

Participar da Quadragésima Reunião do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil em Cuibá-MT, foi mais uma experiência ímpar para mim. Ser parte desse acontecimento que ocorre a cada 4 anos, me fez emergir na vida conciliar e no centro das grandes decisões eclesiásticas que ditam os rumos da igreja que não fogem ao espírito cristão e conciliador, onde a palavra final é da maioria e nunca de um ou uma minoria. Nas decisões do Concílio não cabe individualismo, pois tudo o que é tratado vem em forma de documentos, emendas, consultas ou propostas dos Conselhos de Igrejas, Presbítérios, Sínodos e da CE/SC que dão vida e corpo ao Supremo Concílio.

Fui muito bem recebido desde a hospedem, pelos muitos voluntários, pela nossa anflitiã a IP de Cuibá, na pessoa de seu Pr. Marcos Serjo e todos amados irmãos e amigos conciliares. A alegria em servir a Deus e nossa Igreja não tem preço! As mensagens proferidas pelos homens de Deus foram muito oportunas, ouvir o Pastor coreano da maior Igreja Presbiteriana da Coreia do Sul (150mil membros), no culto de abertura, foi uma bênção de Deus para mim, bem como ouvir o missionário de Mansu (Iraque), feliz por ter conseguido reconstruir a igreja destruida pele Estado Islâmico, que mesmo vazia (sem membros), dar à resposta ao ES que Deus é real e que Sua obra missionária é Ele quem sustenta. Esse foi um testemunho muito impactante e desafiador para mim. Ouvir testemunhos de homens e mulheres de Deus que estão espalhados pelo mundo enviados pela nossa APMT, e ouvir que Deus tem cuidado de cada um, mesmo vivendo sobre constantes ataques á fé, foi maravilhoso! Ouvir dos nossos correspondentes estrangeiros e irmãos na fé, o testemunho de que nossa IPB tem sido reconhecida lá fora como uma igreja missionária, exemplo de fé e fiel à Palavra de Deus foi significante e marcante para todos os presentes ali.

O Supremo Concílio é a reunião de igrejas presbiterianas juntas numa assembléia para discurtir exaustivamente seu presente e futuro, resolver as questões da alma e do corpo que desafiam-nos constantemente, sempre com base na Palavra de Deus e os seus símbolos de fé tão amplamente mencionados e utilizados nas discursões e nas descisões conciliares para o bem da IPB.

A reunião é recheada de muita comunhão, amizade, fé e alegria. Apesar das colarosas discursões, todos estão num mesmo espírito fraterno e conciliar no propósito de buscar o melhor para a Igreja. Esse espírito conciliador é também visto no presidente, Rev. Roberto Brasileiro (eleito para o quadriênio 2022-2026), que sabe conduzir a paulta e o plenário como um “paizão”, que mesmo nos momentos exaltados, o faz com respeito, delicadeza, compreensão e com muito carinho e amor.

A reunião do SC é uma verdadeiro encontro da simplicidade, profundidade e complecidade vistas em pastores e presbíteros das mais variadas formações teológicas, desde o bacharel, mestre, doutor ou simplesmente aqueles que mesmo sem títulos ou muito estudo, estão firmes em suas igrejas sustentando a bandeira presbiteriana.

Os assuntos e afins trazidos ao plenário tem seu nascimento numa busca comum de melhorar, corrigir, trazer luz a questões mais complicadas ou aquelas cujas respostas não estão “claras” nas Sagradas Escrituras, são portanto discutidas nas várias comissões de trabalhos que produzem seus relatórios conclusívos e os submetem ao pleno para decissão pelo acolhimento ou rejeição.

Nesses dias em Cuibá-MT, a Igreja Presbiteriana do Brasil, recebeu mais de 1.400 irmãos deputados, correspondentes, visitantes, secretários e secretárias de causas, comitivas de irmãos vindas de outros países de Igrejas que a IPB mantém laços de comunhão e parceiros missionários, para tratar cerca de 289 documentos dos mais diversos. Foram momentos, para mim, de grande aprendizado e satisfação em perceber nossa querida IPB, apersar de muitos problemas, se manter firme e forte na defesa da Palavra de Deus e de seus símbolos de fé e que se apresenta ao mundo caído como uma fortaleza em meio à confusão teológica, de fé e ausência de santidade tão presentes nesse mundo que vitimou e destruiu tantas igrejas do velho e do novo mundo.

Termino aqui com gratidão a Deus por ter me permitido viver esses dias, ao meu Presbitério (PRNR) pelo apoio e amizade, a minha querida Igreja família (IPAC) que tem sido alvo de minha labuta, dedicação e amor.

Minha oração e desejo sincero é que nosso querido SC siga cada dia sendo bênção na vida de suas igrejas, seus conciliares e que nossa IPB amplifique nos quatro cantos desse mundo o amor a Deus, Sua Palavra e continue servindo firmemente a Cristo Jesus, nosso Salvador.

Amém!

Josinaldo M.

Diretoria do SC/IPB eleita para o Quadriênio 2022-2026 – Fonte: ipboficial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.