LIBERDADE, Cadê Você?

Foto por Viktoria Alipatova em Pexels.com

“O homem livre é senhor da sua vontade e escravo somente da sua consciência.”

Aristóteles

A PANDEMIA tem servido para despertar os mais obscuros desejos das profundezas do ser humano que até então estavam lá mas sem nenhuma interação externa. Todos os dias estamos presenciando “pequenos” ditadores ditando suas diretrizes, que vão desde administração da nossa vida, do nosso negócio e até da liberdade de ir e vir. Estamos fazendo exatamente o que rege a cartilha criada nessa Pandemia cujo primeiro capitulo é: salve vidas mesmo que isso importe matar outras. As estatísticas futuras mostraram que não estou errado na leitura que faço agora. Essa anomalia que estamos vivendo não ficará sem consequências reais. Estão matando a nossa liberdade, contaminando o ar, instigando o medo e o terror, reduzindo as esperanças em dias melhores, pondo o desespero na sala de estar, apagando as luzes da comprovação cientifica, colocando Deus de fora e a fé de cada um na incerteza. Nossos ditadores de plantão não aprenderam a lidar com os problemas reais das pessoas que deveriam cuidar, porque tudo que sabem é ditar e não ouvir, ordenar e não pedir, orquestrar e não reger, apontar e não exemplificar, colher e não plantar. São algozes da liberdade tão sofridamente conquistada.

Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes…

Liberdade, cadê você? Não se vá, ainda estamos aqui. Ainda queremos ser livres para ir e vir, amanhecer e poder ter a certeza de que você ainda não foi completamente usurpada. Não nos deixe aqui desesperados(as) e com medo de te perder e jamais achar-te.

A liberdade, tal como nos é possível tê-la atualmente, é uma planta bem frágil. Mas de qualquer forma é liberdade, de qualquer forma é um patrimônio.

Franz Kafka

Um dia a Pandemia passará e reacenderá os lampejos de liberdade num mundo onde a ditadura não pode ter voz e vez.

JosinaldoM