SOMOS MESTRES DE NÓS MESMOS

Nós humanos aprendemos de três fontes primárias, são elas: da natureza, do semelhante e da principal delas, nós mesmos. Vou me deter na última que é a mola propulsora das demais: o auto aprendizado ou o aprendizado se si mesmo.

Somos um esboço, uma enciclopédia dinâmica sempre se atualizando. Somos mestres de nós mesmos. O maior conhecedor(a) de si é você mesmo(a). Os mestres do saber nos acompanham desde que nascemos, molda nossas vidas e atitudes, nos ensina o bê-a-bá da vida, mas nós próprios desvendamos coisas privativas até então ocultas no nosso interior. Somos capazes de viver sem o conhecimento teórico da adição, subtração, multiplicação e da divisão…, mas não conseguimos viver sem nos sentir, nos olhar, perceber a multiplicidade que somos e nos entender como seres racionais.

A sabedoria natural nos ensina que a mais importante lição que aprendemos, antes de todas as outras é a da sobrevivência com as capacidades que herdamos do nascimento. Sábios são sábios antes de saberem que são! Parece redundante, mas é verdade o que digo.

Os vastos recursos internos que temos, são explorados ao máximo em momentos de extremas necessidades. Intuitivamente, buscamos socorro quando a primeira ameaça surgi. Acionamos dispositivos internos porque vimos de fábrica com eles. A vida que pulsa em nós é nossa professora! Ela nos ensina antes de buscarmos o conhecimento sobre tudo ao nosso redor. O conhecimento do íntimo é voluntariamente aprendido sem interferências externas.

Somos mestres de nós mesmos no sentido mais basilar do conhecimento próprio, dos sentimentos, das reações automáticas e sintomáticas que produzimos.

Deus ao nos criar, implantou em nós atributos que não são ensinados na escola. Colocou em nós os recursos naturais à sobrevivência e nos deu um cérebro altamente capaz de aprender, reaprender, hibernar e acordar pro novo não perdendo o velho. Deus foi o Primeiro Mestre!

Somos mestres de nós mesmos! Mais, de maneira alguma ignoramos outras formas de conhecimento e aprendizado.

Sintamos sempre motivados à aprender.

Josinaldo Mariano

#fiquebem

2 comentários sobre “SOMOS MESTRES DE NÓS MESMOS

  1. ” Somos mestres de nós mesmos”

    Essa frase me lembrou do poema de William Ernest Henley, que inspirou Nelson Mandela nos 27 anos que passou encarcerado.
    Segue o o poema:

    Invictus

    Dentro da noite que me rodeia
    Negra como um poço de lado a lado
    Agradeço aos deuses que existem
    por minha alma indomável

    Sob as garras cruéis das circunstâncias
    eu não tremo e nem me desespero
    Sob os duros golpes do acaso
    Minha cabeça sangra, mas continua erguida

    Mais além deste lugar de lágrimas e ira,
    Jazem os horrores da sombra.
    Mas a ameaça dos anos,
    Me encontra e me encontrará, sem medo.

    Não importa quão estreito o portão
    Quão repleta de castigo a sentença,
    Eu sou o senhor de meu destino
    Eu sou o capitão de minha alma.

    Bela reflexão Josinaldo. Acredito que todo homem ao chegar na casa dos 50 deveria ser autodeclarado poeta. Porque a vida, realmente vivida, inspira-nos até os ossos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.